Arquivo da Categoria ‘Ufologia’

O curioso caso do rapaz do Acre que desapareceu

Quinta-feira, 6 de Abril de 2017

Por Gustavo Guerrear, editor do Tabernaculonet - 06/04/2017

Giordano Bruno

Gostaria de dar minha opinião sobre o caso do rapaz do Acre que desapareceu “misteriosamente”, deixando em seu quarto vários escritos criptografados, símbolos e objetos ligados a sociedades secretas, e uma estátua de Giordano Bruno. Ainda é cedo para tirarmos qualquer conclusão, mas antes de emitir minha opinião estudei o caso verificando as matérias e vídeos que foram publicados até o momento pela grande mídia. Infelizmente vejo que muita gente tem se deixado levar pela empolgação e tirado conclusões absurdas sobre o caso.

Resumo de minhas opiniões até o momento:

- A princípio não vi nada de sobrenatural neste caso. Em entrevista a mãe do rapaz disse que ele começou esse “projeto de livro” em 2013. Isso dá 4 anos até 2017. É tempo mais que suficiente para qualquer pessoa (que não esteja em sã consciência ou tenha tempo demais sobrando, ou ambos) estude e depois escreva páginas e mais páginas sobre qualquer assunto. A suposta criptografia nada mais era do que um sistema simples de substituição de caracteres, sendo que o autor deixou um guia para que a tradução fosse feita. O alfabeto nem sequer foi inventado por ele, mas já foi visto sendo usado por aí, inclusive na Maçonaria. A estátua de Giordano Bruno que apareceu no quarto não veio “do nada”. O escultor responsável já foi entrevistado, disse que foi contratado para fazer a estátua por 7 mil reais e que o transporte foi feito até a casa do rapaz com uma caminhonete usada pelo mesmo.

- Sinceramente não vejo porque o rapaz deva ser considerado “gênio” ou algo do tipo. Sobre a temática encontrada em seus escritos, pra quem estuda religiões, seitas e sociedades secretas há quase duas décadas, não existe nada de novo ali. O Movimento Nova Era, por exemplo, desde a década de 1960 faz exatamente isso: mistura diversos conceitos de religiões diferentes - orientais e ocidentais - de culturas e povos antigos, para dizer que encontraram “a verdade”. Sinceramente só vi um rapaz com muito tempo livre que ficou “encantado” com o vasto material sobre sociedades secretas que deve ter encontrado na Internet, e começou a se achar “o portador da verdade universal”. Desculpe, mas pra quem acompanha notícias sobre esse tipo de tema há muito tempo, ele é só mais um de diversos casos do tipo.

- Quanto aos ensinos de Giordano Bruno, francamente, dá pena ver pessoas por aí elogiando o cara sem ter a menor noção do que ele escreveu. Ele foi padre católico, abandonou, depois chegou a ser protestante, desistiu, depois fez parte de “organizações herméticas” (referência a Hermes, da mitologia grega) - isto é, sociedades secretas -  envolveu-se com ensinos da religião do Egito Antigo, enfim… Experimentou muitas coisas. Isso significa um cara visionário ou um cara com a mente fraca que muda de crença igual troca de roupa? Tire suas próprias conclusões. Depois, ele começou a pegar os ensinos que achava corretos em cada religião que conheceu, misturou tudo e montou “sua própria versão” (uma prática que sempre existiu na história da humanidade).

- Na minha opinião, obviamente o suposto “desaparecimento” do rapaz não tem nenhuma explicação extraordinária. Ele realmente acha que “descobriu o segredo do mundo” e planejou esse monte de absurdo pra chamar atenção. As notícias foram bem claras em dizer que, segundo a polícia, ele levou celular, um HD de computador e peças de roupa. Além disso seus pais falaram abertamente sobre seu projeto de escrever um livro, que ele estaria justamente finalizando. A essas horas, para desespero da triste família, ele deve estar comemorando o êxito de sua trama, visto que seu “desaparecimento misterioso” está sendo noticiado inclusive mundo afora.

- Com qual sociedade secreta ele pode ter se envolvido? É difícil saber, pois existem diversas sociedades secretas herméticas que usam os símbolos e conceitos que ele usou. Se fosse escolher uma, baseado no que vi, eu citaria um leve envolvimento com a Rosacruz (direto ou indireto), mas é impossível saber. Pode ser que ele tenha simplesmente aprendido por conta própria, através de livros e materiais na Internet. Alguns símbolos do quarto fazem referência ao Reiki (culto à “energia vital” conhecida como “chi” - no fim das contas só mais uma das várias religiões ou seitas baseadas em religiões orientais).

No fim das contas, espero que ele seja encontrado, pelo bem da família desesperada, e aprenda a ter consciência das consequências dos seus atos.

Quanto a mim, sinceramente tenho mais com o que me preocupar.

Fique com Deus!

PS.: Se você estiver “deslumbrado” com os ensinos e conceitos de sociedades secretas, religião egípcia e outras besteiras do tipo, e intrigado com os segredos por trás dessas organizações, recomendo que leia meu artigo abaixo, onde exponho o que há por trás disso tudo: 

A essência dos grupos sócio-religiosos e a história da humanidade

Gustavo Guerrear, editor do Tabernaculonet

Fantástico: Aeronáutica libera gravações de diálogos da ‘noite oficial dos óvnis’

Segunda-feira, 23 de Maio de 2016

Por Globo.com / Rede Globo / Fantástico / BURN

docs_aeronautica_globo_fantastico.PNG
[Reprodução - Rede Globo / Fantástico]

Trinta anos depois, o Fantástico teve acesso às gravações de áudio do episódio que ficou conhecido como “A noite oficial dos óvnis”. Em maio de 1986, o ministro da Aeronáutica convocou uma coletiva para anunciar que a FAB perseguiu sem sucesso 21 óvnis sobre a região de São José dos Campos (SP).

As gravações, que ficaram sob sigilo na Aeronáutica todos esses anos, mostram os diálogos entre a torre de São José dos Campos, as torres de São Paulo e de Brasília e a Defesa Aérea. O relatório oficial da Aeronáutica concluiu que os objetos eram reais e tinham um “comportamento inteligente”. A reportagem do Fantástico encontrou participantes desses diálogos; veja abaixo.

OUÇA AS GRAVAÇÕES DOS DIÁLOGOS DA NOITE DOS ÓVNIS QUE FICARAM SOB SIGILO DA AERONÁUTICA NO SITE DO ARQUIVO NACIONAL

VEJA COMO ENTRAR EM CONTATO COM A BURN - REDE BRASILEIRA DE PESQUISAS UFOLÓGICAS

* Fonte original / Vídeo original:
http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2016/05/aeronautica-libera-gravacoes-de-dialogos-da-noite-oficial-dos-ovnis.html

* Uma matéria com texto mais completo, da própria Globo:
http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2016/05/noite-dos-ovnis-caso-completa-30-anos-sem-ter-misterio-desvendado.html 

* Vídeo alternativo (gravação do mesmo vídeo, disponibilizado no Youtube):

* Comentário: Este caso é bastante intrigante. Os relatos, os áudios e os registros de equipamentos (radares) parecem bastante convincentes. Eu tenho minhas opiniões sobre o tema, mas prefiro que você veja a matéria e tire suas próprias conclusões. E não esqueça de deixar seu comentário abaixo!

Observatório Vaticano não nega possibilidade de vida extraterrena

Segunda-feira, 24 de Março de 2014

Portal Terra - 02/12/2012

Por Rafael Belincanta

A relação entre fé e ciência deixou de ser tabu na Igreja Católica há muito tempo. De fato, isso começou a acontecer quando em 1578 o papa Gregorio VIII determinou a construção da Torre dos Ventos - que está no Vaticano até hoje, mas é fechada a visitas - para que sacerdotes matemáticos e astrônomos estudassem o tempo e reformulassem o calendário transformando-o, alguns anos depois, no gregoriano usado até hoje.

Contudo, ao longo dos séculos a Igreja Católica não deixou de ser apontada como contrária ao progresso científico e, numa tentativa de provar o contrário, o papa Leão XIII criou em 1891, atrás da Basílica de São Pedro, o Observatório Vaticano. As luzes da Cidade Eterna, porém, se faziam cada vez mais intensas, o que impedia uma perfeita observação do céu. Foi quando o papa Pio XI resolveu transferir os astrônomos para as Colinas de Albano, ao sul de Roma, em 1935. 

Do alto das montanhas, por algumas décadas, o Observatório não sofreu interferências do progresso humano. Todavia, Roma havia se expandido tanto em 1981 que acabara comprometendo as observações. Naquele ano, então, o Observatório Vaticano expandiu suas fronteiras e se instalou nos Estados Unidos com o Vatican Observatory Research Group.

O diretor do Observatório Vaticano, padre José Gabriel Funes, sacerdote jesuíta argentino, recebeu a reportagem do Terra. Formado em Astronomia pela Universidade de Córdoba e doutor em pesquisas pela Universidade de Pádua, na Itália, está à frente do Observatório Vaticano desde 2006.

“O Observatório Vaticano mantém uma estreita colaboração com a Universidade do Arizona, em Tucson. Com o telescópio vaticano em Mont Graham, um dos lugares ideais para observação do universo em nosso planeta, podemos realizar as nossas pesquisas, principalmente aquelas que dizem respeito às estrelas de nossa galáxia e àquelas das galáxias vizinhas”, afirma.

Além dos Estados Unidos, o Observatório Vaticano mantém telescópio e pesquisas no Deserto do Atacama, no norte do Chile. Na Itália, está o Laboratório de Meteoritos que, de acordo com padre Funes, é um importante recurso para compreender a formação do sistema solar e do próprio universo. “Ao entender como se forma nosso sistema solar, podemos confrontar esses dados com outros sistemas estelares. Aqui realizamos ainda estudos de cosmologia, da origem do universo, e sobre a Teoria das Cordas, que é uma das possibilidades para entender como nosso universo se formou”, explica. 

No que diz respeito às explorações em Marte, onde existem fortes indícios existência de água em forma líquida, padre Funes diz que a sonda Curiosity tem condições para realizar experimentos que as missões Viking em 1976 poderiam apenas sonhar. “Talvez poderemos encontrar algum sinal de que ali realmente existia água, talvez encontrar algum fóssil, qualquer sinal de que existiu ou ainda existe vida ali, mesmo que seja muito primitiva”, afirma.

Quando questionado sobre a existência de vida extraterrena, o padre recorre a quem chama de “pai da astrofísica moderna”, o também sacerdote jesuíta Angelo Secchi. “Ele viveu por volta de 1860 e já tinha esta ideia de vida extraterrestre, de vida inteligente no universo. Mas até agora não temos nenhuma prova de que exista. Entretanto, em um universo com bilhões de galáxias, cada uma delas com bilhões de estrelas, e cada uma destas estrelas com outros tantos planetas, não podemos negar que possa existir vida em outros lugares”, conclui.

* Fonte:
http://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco/observatorio-vaticano-nao-nega-possibilidade-de-vida-extraterrena,fd0859e8f177b310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html 

* Comentário: Há muito tempo especula-se que o Vaticano vai dar a notícia ao mundo informando que “existem seres extraterrestres”. Essas notícias podem indicar isso. Obs.: Esta matéria é de 2012, porém foi publicada mesmo assim para que estivesse aqui registrada e auxiliasse a “montar o quebra-cabeça”.

Vaticano admite que pode haver vida fora da Terra

Segunda-feira, 24 de Março de 2014

G1/Globo.com / BBC - 13/05/2008

(BBC) - O diretor do observatório astronômico do Vaticano, padre José Gabriel Funes, afirmou que Deus pode ter criado seres inteligentes em outros planetas do mesmo jeito como criou o universo e os homens.

“Como existem diversas criaturas na Terra, poderiam existir também outros seres inteligentes, criados por Deus”, disse o diretor do observatório conhecido como Specola Vaticana.

“Isso não contradiz nossa fé porque não podemos colocar limites à liberdade criadora de Deus”, acrescentou Funes, em entrevista ao jornal L’Osservatore Romano, órgão oficial de imprensa da Santa Sé.

Na entrevista ao jornal do papa, o padre Funes, jesuíta argentino de 45 anos de idade, cita São Francisco ao dizer que possíveis habitantes de outros planetas devem ser considerados como nossos irmãos.

“Para citar São Francisco, se consideramos as criaturas terrestres como ‘irmão’ e ‘irmã’, por que não poderemos falar tambem de um ‘irmão extraterrestre’?”, pergunta o padre. “Ele tambem faria parte da criação”.

Perspectiva

Na opinião do astrônomo do Vaticano, podem haver seres semelhantes a nós ou até mais evoluídos em outros planetas, ainda que não haja provas da existência deles.

“É possível que existam. O universo é formado por 100 bilhões de galáxias, cada uma composta de 100 bilhões de estrelas, muitas delas ou quase todas poderiam ter planetas”, afirmou Funes.

“Como podemos excluir que a vida tenha se desenvolvido também em outro lugar?”, acrescentou. “Há um ramo da astronomia, a astrobiologia, que estuda justamente este aspecto e fez muitos progressos nos últimos anos.”

Segundo o cientista, estudar o universo não afasta, mas aproxima de Deus porque abre o coração e a mente e ajuda a colocar a vida das pessoas na “perspectiva certa”.

Padre Funes diz ainda que teorias como a do Big Bang e a do evolucionismo de Darwin, que explicam o nascimento do universo e da vida na Terra sem fazer relação com a existência de Deus, não se chocam com a visão da Igreja.

“Como astrônomo, eu continuo a acreditar que Deus seja o criador do universo e que nós não somos o produto do acaso, mas filhos de um pai bom”, afirma.

“Observando as estrelas, emerge claramente um processo evolutivo, e este é um dado cientifico, mas não vejo nisso uma contradição com a fé em Deus”.

Ateísmo

Na visão do religioso, estudar astronomia não leva necessariamente ao ateísmo.

“É uma lenda achar que a astronomia favoreça uma visão atéia do mundo”, disse o padre. “Nosso trabalho demonstra que é possível fazer ciência seriamente e acreditar em Deus. A Igreja deixou sua marca na história da astronomia”.

Diretor da Specola Vaticana desde 2006, padre Funes lembrou na entrevista que astrônomos do Vaticano fizeram importantes descobertas como o “raio verde”, o rebaixamento de Plutão e trabalhos em parceria com a Nasa, por meio do centro astronômico do Vaticano em Tucson, nos Estados Unidos.

A sede do observatório do Vaticano se localiza em Castelgandolfo, cidade próxima de Roma, onde fica situado o palácio de verão do papa, desde 1935.

O interesse dos pontífices pela astronomia surgiu com o papa Gregório 13, que promoveu a reforma do calendário em 1582, dividindo o ano em 365 dias e 12 meses e introduzindo os anos bissextos.

* Fonte:
http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL468362-5603,00-VATICANO+ADMITE+QUE+PODE+HAVER+VIDA+FORA+DA+TERRA.html 

* Comentário: Há muito tempo especula-se que o Vaticano vai dar a notícia ao mundo informando que “existem seres extraterrestres”. Essas notícias podem indicar isso. Obs.: Esta matéria é de 2008, porém foi publicada mesmo assim para que estivesse aqui registrada e auxiliasse a “montar o quebra-cabeça”.

Sinais aparecem novamente em lavouras em Ipuaçu-SC

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2012

Portal Terra - 18/10/2012

sinais_ipuacu_sc_2012_01_www_tabernaculonet_com_br.jpg

sinais_ipuacu_sc_2012_02_www_tabernaculonet_com_br.jpg
[Fotos: Ivo Hugo Dohl / Divulgação]

Pelo quinto ano consecutivo, gigantescos agroglifos surgiram em lavouras de Ipuaçu, cidade localizada a cerca de 580 km ao oeste de Florianópolis, e vêm intrigando pesquisadores e comunidade local. Este ano, os sinais foram descobertos no final da manhã do último sábado em uma plantação de trigo localizada a menos de 500 m do centro da cidade. O pesquisador Ivo Hugo Dohl, que acompanha o fenômeno desde 2008, acredita que as marcas sejam “mensagens” que outros seres deixariam para o planeta Terra. “Não estamos sozinhos, e essas são mensagens de que eles estão por aqui e não querem o nosso mal”, afirmou.

Desta vez, dois fatos chamam a atenção dos pesquisadores: os desenhos teriam surgido antes do “previsto” - desde 2008, os desenhos na lavoura ocorrem nos meses de outubro - e, pouco mais de 24 horas depois, na tarde de domingo, novos agroglifos foram descobertos em campos do interior da Inglaterra, onde o fenômeno já é registrado desde a década de 70. O pesquisador vê relação com os novos desenhos surgidos na Inglaterra.

“Existe sempre a dúvida de que alguém querendo brincar ou tirar proveito da situação ao fazer uma formação. Digo que em Ipuaçu, se fosse um só círculo, eu também diria que foi feito por mãos ou pés humanos, mas os 30 círculos menores interligados entre si e o corredor levando até a outra formação indica que não teve a presença humana”, diz Dohl.

De acordo com o pesquisador, o surgimento teria ocorrido com duas semanas de antecedência. “Eles sempre apareceram nos últimos dias do mês de outubro. Agora chegaram duas semanas antes e no domingo já haviam desenhos na Inglaterra. Isso nunca havia acontecido”, afirma.

Os desenhos no oeste catarinense seriam os mais “impressionantes” desde que começaram a ser registrados. O círculo central conta com 40 m de diâmetro e com as plantas amassadas em sentido horário. Outros 30 desenhos são interligados “assimetricamente”, segundo Dohl.

“É o mais impressionante. Pequenos círculos completamente ligados uns aos outros de uma forma assimétrica e milimetricamente calculada”, disse, acrescentando não haver marcas ou pegadas na lavoura até o local dos agroglifos. “Uma equipe levaria horas e horas para fazer isso e ainda deixaria marcas no local”.

* Fonte / Mais fotos:
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI6239474-EI238,00-Nao+estamos+sozinhos+diz+pesquisador+sobre+sinais+em+SC.html#tarticle

* Comentário: Achei estranho que aparentemente as fotos tiradas de baixo não batem com o desenho das fotos tiradas de cima (para ver as fotos de cima clique no link acima - Fonte). E pelo que consta no Terra o autor das fotos é o próprio ufólogo (e não o Terra). Alguém também acha que são fotos de desenhos diferentes?

Militares da Nova Zelândia divulgam arquivos sobre OVNIs

Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2010

AFP / Yahoo! - 22/12/2010

UFO New Zealand

As Forças Armadas da Nova Zelândia divulgaram nesta quarta-feira milhares de relatórios até então classificados como confidenciais que detalham casos envolvendo avistamentos de Objetos Voadores Não-identificados (OVNI) e encontros alienígenas.

Os relatórios, que datam de 1954 a 2009, foi liberados pela lei de liberdade de imprensa depois que a Força de Defesa neozelandesa removeu nomes e outros elementos de identificação.

Em cerca de 2 mil páginas de documentos, civis, pessoal militar e pilotos comerciais relatam encontros imediatos, geralmente envolvendo luzes que se movem pelo céu.

Alguns dos relatos incluem desenhos de discos voadorews, descrições de alienígenas usando “máscaras de faraó” e suposto material de escrita extraterrestre.

Antes de sua liberação, o líder do esquadrão da Força Aérea Kavae Tamariki informou que a Força de Defesa não tem recursos para investigar os avistamentos de OVNIs e que não poderia comentar o conteúdo dos arquivos.

“Apenas fizemos uma coletânia das informações. Não investigamos ou fazemos relatórios, não confirmamos nada neles”, declarou ao Dominion Post.

Um dos relatos diz respeito ao avistamento de estranhas luzes na cidade de Kaikoura, litoral de South Island, em 1978, que foram registradas em vídeo por uma equipe de Tv local a bordo de um avião.

O incidente ganhou as manchetes internacionais na ocasião, mas a Força Aérea explicou que se tratou apenas ou de um fenômeno natural no qual as luzes dos navios se refletiram nas nuvens ou então foi uma visão incomum do planeta Vênus.

Os documentos originais nos quais esses relatórios se basearam permanecerão guardados no Arquivo Nacional até 2080.

* Fonte:
http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/101222/saude/nzelandia_ovni_curiosa

* Vídeo sobre o caso (Portal Terra):
http://terratv.terra.com.br/Noticias/Ciencia/4195-338666/Nova-Zelandia-divulga-dados-de-OVNIs-vistos-desde-1954.htm

Novo desenho em lavoura de trigo aparece em Ipuaçu/SC

Domingo, 1 de Novembro de 2009

Jornal Zero Hora - 30/10/2009

Agroglifo
fig. 1: site do jornal Zero Hora

Agroglifo
fig. 2: site do jornal Zero Hora

Agroglifo
fig. 3: site www.ufo.com.br

Um desenho em forma de seta em uma plantação de trigo levou muitos curiosos a uma fazenda em Ipuaçu, no Oeste de Santa Catarina, nesta quinta-feira (29/10/2009). O desenho formado a partir do rebaixamento da lavoura foi encontrado após o meio-dia.

A Polícia Militar da cidade informou que uma moradora estava na frente de sua lanchonete quando, ao olhar em direção à fazenda, percebeu o desenho no meio dos trigais. Logo, uma multidão de pessoas se formou em volta da figura, chamada de agroglifo.

A PM isolou a área. De acordo com a polícia, o local permanecerá assim até esta sexta-feira. A prefeitura da cidade deve acionar um ufólogo, profissional que estuda fenômenos extraterrestres, para verificar o local.

O funcionário público Jorge Dal Zot fotografou o local por volta das 15h desta quinta. Ele conversou com funcionários da fazenda. Eles teriam comentado que até o meio-dia trabalharam passando veneno na plantação e não havia nada de estranho.

A figura foi percebida logo após o horário do almoço. Segundo Zot, a espécie de seta tem 44 metros de comprimento, da base à ponta.

No ano passado, figuras como a registrada nesta quinta-feira apareceram em plantações na região Oeste. Os agroglifos, na época em formas de círculos, surgiram no mês de novembro em Faxinal dos Guedes, Ipuaçu e Formosa do Sul.

* Fonte:
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1§ion=Geral&newsID=a2701714.htm

* Vídeo de reportagem:
http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=2&contentID=83673&channel=47

Filmes fazem disparar relatos de OVNIs, indicam documentos britânicos

Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

BBC - 17/08/2009

Documentos divulgados nesta segunda-feira pelo governo britânico indicam que os relatos de pessoas que afirmam ter visto OVNIs no país cresceu mais de cinco vezes de 1995 a 1996, ano em que foi lançado no país o filme americano Independence Day, que conta a história da invasão da Terra por alienígenas.

Em 1996 também foi o auge do sucesso no país da série de TV Arquivo-X, que tem como personagens dois detetives que se dedicam a investigar casos de fenômenos sobrenaturais.

Segundo os documentos do Ministério da Defesa britânico, em 1996 o governo recebeu 609 relatos de pessoas que disseram ter avistado OVNIs, contra 117 no ano anterior.

Os arquivos do Ministério da Defesa, que cobrem o período entre 1981 e 1996, estão sendo liberados como parte de um projeto de três anos, e podem ser baixados do site do Arquivo Nacional britânico.

O número de relatos de OVNIs em 1996 foi o maior da história desde os 750 relatos recebidos em 1978. Naquele ano foi lançado o filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de Steven Spielberg.

“Obviamente que filmes e programas de TV provocam uma maior atenção para os OVNIs. É fascinante ver como isso parece levar mais pessoas a relatarem o que veem”, afirma especialista em OVNIs David Clarke, professor de jornalismo da Sheffield Hallam University.

“Nos anos 1950 você tinha OVNIs com discos iluminados, como nos filmes B da época, e os alienígenas tendiam a vir de Vênus ou de Marte. Isso parou no fim dos anos 1960, quando descobrimos o quão inóspitos esses lugares são”, comenta o especialista.

“A partir dos anos 1980 você começa a ver objetos triangulares. Essa é a era das aeronaves ‘invisíveis’ dos Estados Unidos. Acho que é óbvio que as pessoas veem o que elas esperam ver”, diz.

Cabeças de limões

Entre os relatos divulgados na última leva de documentos liberados pelo Ministério da Defesa, está a descrição de extraterrestres com cabeças no formato de limões que teriam aparecido de um objeto no formato de um disco, segundo o relato de dois garotos da região de Staffordshire em 1995.

Segundo eles, os alienígenas teriam dito: “Queremos vocês, venham com a gente”, antes de levá-los para dentro da espaçonave, que, segundo o relato dos meninos, era tão quente que um dos garotos ficou “da cor de uma beterraba”.

Os garotos fizeram o relato após chegar correndo a uma delegacia da região, “agitados e aflitos”.

Em outro relato documentado, duas mulheres disseram ter avistado um OVNI em 1994 durante o festival de música de Glastonburry.

Segundo as duas, que afirmaram estar sóbrias no momento da suposta aparição do objeto, ele voava de uma maneira que parecia estar tentando se comunicar com elas.

Uma das mulheres, uma estudante de ciências metafísicas, disse ter acreditado que o objeto voador tentava um contato com ela ao acender luzes amarelas e verdes – as mesmas cores de sua roupa na ocasião.

As duas decidiram fazer o relato às autoridades após terem sido ignoradas ao pedir ajuda a outros espectadores do festival.

Os documentos mostram ainda que foram feitos mais de 30 relatos de OVNIs na região central da Inglaterra em um período de seis horas em 1993, levando o caso a ser comunicado ao chefe do Estado Maior das Forças Armadas.

Após uma investigação, descobriu-se que o OVNI avistado era um foguete russo ao retornar à atmosfera terrestre.

* Fonte:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/08/090817_ovnis_relatos_rw.shtml

* Em ligação com:
ISTO É: Os arquivos secretos do governo da Inglaterra sobre óvnis

ISTO É: Os arquivos secretos do governo da Inglaterra sobre óvnis

Sábado, 11 de Abril de 2009

Revista Isto É - 04/2009

“Há muitos mistérios que rondam os céus da Grã-Bretanha”. A frase, categórica, soa shakespeariana, ainda mais porque foi dita por uma alta autoridade do Reino Unido, a ministra da Defesa e Segurança Internacional, Ann Taylor. William Shakespeare, o dramaturgo inglês, escreveu a imortal: “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia.” Pois bem, coloque-se a ciência no lugar da filosofia e temos com exatidão a qual mistério a ministra Ann se referiu: há possíveis objetos voadores não identificados (óvnis) rondando o céu inglês. Foi com essa declaração que ela anunciou na semana passada a tão aguardada liberação de parte dos arquivos secretos do governo que guardam relatos e desenhos, todos com a chancela confidencial, sobre a suposta aparição de óvnis na Grã-Bretanha. Trata-se de um calhamaço com resultados de investigações e interrogatórios feitos em diversas cidades com pessoas (nomes omitidos) que disseram ter testemunhado a presença de seres extraterrestres.

Em meio a 1,2 mil casos classificados como “sem explicação”, um dos mais investigados envolveu um avião da Alitalia. O relatório conta que o avião estava pronto para pousar no Aeroporto Internacional de Heathrow, em Londres, quando na torre de controle se ouviu o piloto gritando: “Olha isso, olha isso.” O comandante da aeronave perguntava à base o que era “aquilo” que passou a cerca de 300 metros do avião. Segundo ele, o objeto se assemelhava a um míssil brilhante, “rasgou o céu” e desviou no instante derradeiro. Igualmente impactantes, há documentos atestando que caças americanos, devidamente autorizados, dispararam contra possíveis discos voadores que estariam sobrevoando o Reino Unido. Em 1981, a polícia britânica foi acionada por “testemunha muito nervosa” que relatava ter visto um disco brilhante pairando sobre a ponte de Waterloo, em pleno centro de Londres. Os detalhes de cada papel que agora sai do arquivo apontam, sobretudo, para a preocupação do governo britânico com a segurança interna. Desde 1950 o Ministério da Defesa registrou cerca de 11 mil casos de eventuais aparições. Uma grande parte deles foi descartada porque se comprovou tratar de queima de lixo espacial e até de estranhas formações de nuvens. “Mas um fato é inegável”, diz a ministra Ann Taylor. “Há mais de mil relatos que perduram sem explicação”.

Confidential - ovni

O suposto contato direto do homem com extraterrestres também é relatado em inúmeras páginas. Um dos documentos traz o depoimento de um homem de 78 anos que contou ter conhecido ETs no condado de Hampshire em 1983: “Entrei na nave, me fizeram perguntas e ao saberem a minha idade me deixaram partir.” Segundo ele, teriam lhe dito: “É velho demais para o que precisamos.” A documentação ressalta que anualmente 300 objetos voadores não identificados sobrevoam a Escócia e especialistas em ufologia atribuem isso às extensas áreas remotas do país. Entre as muitas histórias, poucas fascinam tanto quanto os agroglifos, ou seja, desenhos feitos enigmaticamente com o uso de algum tipo desconhecido de tecnologia em áreas cultivadas com cereais e pastagens naturais. “Esses desenhos representam mais um capítulo no extenso livro das coisas ditas inexplicáveis”, diz o ufólogo brasileiro Ademar Gevaerd.

* Fonte:
http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2057/artigo131261-1.htm