Arquivo da Categoria ‘Ecumenismo’

Dilma, a mais nova devota do Senhor do Bonfim

Sábado, 10 de Outubro de 2009

Jornal O Dia - 10/10/2009

Dilma

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, se mostrou ontem indiferente à candidatura da senadora Marina Silva (PV) para a Presidência da República em 2010. “Ela não representa mais o projeto do presidente Lula”, disse Dilma. No início de agosto, a senadora deixou o PT e deve ser a candidata do PV para a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita após a ministra participar de missa na Igreja do Senhor do Bonfim, em Salvador (BA). Esta semana, ela já participou de um culto evangélico em São Paulo e, no fim de semana, participa de procissão do Círio de Nazaré, em Belém (PA).

A ministra também minimizou os últimos números das pesquisas de opinião sobre as eleições para a Presidência em 2010. Segundo ela, “ainda é cedo para uma definição. Acho que pesquisa é retrato apenas do momento. Eu não vou brigar com números”, afirmou.

Ela admitiu a hipótese de polarização na campanha pela presidência, em 2010, entre PT e PSDB. “Isso é inexorável”, disse. Dilma afirmou que o povo poderá optar entre dois projetos: o do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, segundo ela, vem promovendo uma profunda transformação no País, e o que tinha antes. “Poderemos confrontar os dois projetos. E só ver o que foi feito de 2003 até agora e o que foi feito anteriormente”, comparou.

Vestida de branco, a ministra subiu a Colina Sagrada para assistir à missa em ação de graças pela cura do câncer linfático que a acometeu. Antes de entrar na igreja, ela tomou banho de folhas pelas mãos de pais e mães-de-santo. Ao deixar o local, a ministra, com simpatia e descontração, posou para fotos, abraçou ambulantes e beijou crianças.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou pedido do PSDB, que acusou Dilma de campanha eleitoral antecipada em maio, por veiculação de programa partidário.

* Fonte:
http://odia.terra.com.br/portal/brasil/html/2009/10/dilma_toma_bencao_no_bonfim_39889.html

* Nota: Grifo nosso.

Madri apela para ‘forças ocultas’ para ser eleita cidade olímpica

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

BBC Brasil - 29/09/2009

A cerimônia contará com 40 representantes de grupos esotéricos internacionais, entre gurus indianos, druidas celtas, lamas tibetanos, pajés mexicanos e africanos, quiromantes, cartomantes e astrólogos.

Todos vão se reunir para “concentrar energias e convocar o mundo espiritual para que Madri seja eleita a cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016″, afirmou a sacerdotisa xamã espanhola Martha Elena na apresentação do evento à imprensa.

O ritual acontecerá na abertura da 5ª Feira Internacional Esotérica de Madri, que nesta edição terá um espaço dedicado à candidatura olímpica.

Ritual

A cerimônia da chama sagrada, marcada para a véspera da eleição do COI, em Copenhague, Dinamarca, será guiada pelos líderes dos grupos esotéricos em um ritual “xamanista”.

Com roupas que representarão as cinco cores do movimento olímpico (azul, amarelo, vermelho, verde e preto) os participantes pretendem fazer orações, rituais de purificação com ervas, pedras e outros amuletos e convocar as forças astrais.

Segundo os organizadores, a conjunção das cores olímpicas ajudará a evocar os elementos da natureza para que se unam em um mesmo objetivo.

O evento será aberto ao público em pleno centro da cidade (na estação de trem de Atocha, a principal de Madri) e os participantes receberão passes de limpeza energética e um amuleto esotérico.

Fora do ritual, o comitê da candidatura de Madri - formado pelo rei Juan Carlos, o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero e o ex- presidente do COI Juan Antonio Samaranch – estará em Copenhague para acompanhar o anúncio da cidade-sede.

Além deles, participaram do evento representando a candidatura espanhola o capitão do time de futebol Real Madrid, Raúl, e o tenista Rafael Nadal.

* Fonte:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/09/090929_madriolimpiada_ai.shtml

Ecumenismo: 80 mil vão às ruas pela religião livre

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

O Dia / Terra - 21/09/2009

Católicos, evangélicos, muçulmanos, judeus e, principalmente, seguidores de religiões de origem afro se reuniram na Praia de Copacabana ontem durante a 2ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa. Cerca de 80 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, tomaram quase um quilômetro da orla.

Participaram do evento o ministro da Igualdade Racial, Edson Santos; o secretário de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso; além de representantes dos estados e da Nigéria. Marcada para as 10h, a manifestação atrasou quatro horas para esperar o grupo judeus, que estava na sinagoga.

Para representar a unidade entre as religiões, o sucesso evangélico ‘Faz um Milagre em Mim’, de Regis Danese, foi cantado em iorubá pelo sacerdote do candomblé Babá Òguntundelewa.

“Votamos o estatuto da Igualdade Racial para dignificar, sobretudo, as religiões afrodescendentes. Mas o governo federal apoia todos os segmentos religiosos”, defende o ministro Edson Santos.

Segundo a coordenadora da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, Rosiane Rodrigues, o ato tem o objetivo de alertar para os malefícios da discriminação religiosa. “Não há nada pior do que o fundamentalismo. Todas as religiões estão aqui, menos os neopentecostais”, critica ela.

Representando a Arquidiocese do Rio, o padre Fábio Luiz considerou o ato importante para concretizar o discurso de paz e tolerância pregado pelas religiões. “Temos que viver isso e combater a mentalidade intolerante”, declara.

* Fonte:
http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2009/9/80_mil_vao_as_ruas_pela_religiao_livre_36177.html

Caminhada contra intolerância religiosa acontece no RJ

Domingo, 20 de Setembro de 2009

Terra Magazine - 20/09/2009

Mais de 50 mil pessoas são esperadas hoje na II Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa Eu Tenho Fé! No Rio de Janeiro. O cortejo sai às 10h, do Posto 6, em Copacabana, rumo ao Leme.

Esta é a segunda edição do evento, que tenta alertar para a escalada da intolerância religiosa no Rio de Janeiro. Atualmente, um pastor e um fiel de uma igreja evangélica encontram-se presos por ataques a terreiros de religiões de matriz africana.

Organizada pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, a Caminhada conta com o apoio de diversas entidades e a presença de membros dos mais diferentes credos.

Entre outros, já confirmaram presença Sérgio Niskier, presidente da Federação Israelita do Rio de Janeiro; Athaylon Belo (Frei Tatá), da Pastoral do Negrosato; Abdullahi Sanin Aleiso, líder da Irmandade dos Crioulos Africanos Muçulmanos Malês;

Dos Estados Unidos e especialmente para o evento, vem ao Rio o pastor Jeremiah Wright (aquele que casou Obama e batizou suas filhas). Da Nigéria, vem o Arabá de Ilê Ifé - o mais alto sacerdote da tradição yorubá.

São esperadas delegações estrangeiras, vindas de Nigéria, Angola, Congo, Argentina, Uruguai e Paraguai, além de caravanas originadas de 23 estados do Brasil, o que significa cerca de 150 ônibus vindos de fora do Rio de Janeiro.

A expectativa de público para a Caminhada oscila bastante: os números variam entre 50 e 100 mil participantes. Certo mesmo é que será bem maior do que a primeira, em 2008, cujo público estimado variou entre 10 e 30 mil manifestantes.

A Caminhada conta ainda com a participação dos grupos de música afro Olodum e Ilê Ayiê, que vão de Salvador para o Rio com recursos próprios. Um CD gravado com canções religiosas confirma a diversidade do evento: nele religiosos cantam o hit evangélico “Faz um milagre em mim” traduzido para o yorubá.

Em declaração ao site sidneyrezende.com, o Neguinho da Beija-Flor - presença confirmadíssima na Caminhada - sintetiza o espírito da manifestação: “Peço a quem puder ir, de qualquer raça ou credo, que vá. Não podemos deixar que o Rio se transforme no Oriente Médio”.

* Fonte:
http://iurirubim.blog.terra.com.br/2009/09/20/50-mil-caminham-contra-intolerancia-religiosa-no-rj/