Arquivo de Junho de 2010

Cinearte é proibida de divulgar ou comercializar filme pornográfico estrelado por Xuxa

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

JusBrasil - 18/06/2010

A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, por unanimidade de votos, negou provimento ao recurso da Cinearte Produções Cinematográficas e proibiu a divulgação ou comercialização do filme “Amor Estranho Amor”, dirigido por Walter Hugo Khoury e estrelado pela apresentadora Xuxa. Em caso de descumprimento da ordem judicial, a produtora vai pagar multa de R$ 200 mil. A decisão se baseou no voto do relator do processo, desembargador Cláudio de Mello Tavares.

O recurso foi interposto pela Cinearte contra liminar deferida pela 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, a pedido de Xuxa Promoções e Produções Artísticas, a fim de proibir a cessão ou comercialização da obra. Para o relator, a divulgação do filme causará prejuízo irreparável à apresentadora.

“Aponte-se que, caso a recorrente negocie a obra com terceiros, o prejuízo suportado pela recorrida poderá ser irreversível, não sendo possível o restabelecimento do statu quo ante, portanto, justifica-se a manutenção da decisão agravada”, afirmou o desembargador.

Produtora do filme, a Cinearte mantém acordo judicial com Xuxa, cedendo a ela os direitos patrimoniais do filme, mediante o pagamento anual de quantia em dólares. Previsto inicialmente para durar oito anos, o contrato vem sendo renovado há 18 anos. Em 2009, a empresa propôs a renegociação do valor, alegando queda do dólar, e deixou de indicar a conta corrente, como de praxe, para que Xuxa fizesse o depósito. A apresentadora, então, converteu a quantia de acordo com o dólar do dia e fez o depósito em juízo. Contrariada, a Cinearte ameaçou liberar o filme.

Para o desembargador Cláudio de Mello Tavares, a matéria ainda depende de provas, que serão apuradas pela 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, onde tramita a ação declaratória de validade de cláusula contratual, ajuizada por Xuxa Promoções e Produções. “Somente assim será possível aferir quem está com a razão”, ressaltou em seu voto. Ele disse ainda que se aplica ao caso o verbete 59 da Súmula do TJ do Rio, que diz: “Somente se reforma a decisão concessiva ou não da antecipação da tutela, se teratológica, contrária à lei ou à evidente prova dos autos”.

* Fonte:
http://www.jusbrasil.com.br/noticias/2242580/cinearte-e-proibida-de-divulgar-ou-comercializar-filme-estrelado-por-xuxa

* Matéria relacionada:
Ex-paquito faz revelações sobre Xuxa

Mercado Livre é proibido de vender filme erótico de Xuxa

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

Consultor Jurídico - 27/11/2006

O site de leilão Mercado Livre está proibido de comercializar o CD Xuxa talk to me e o DVD do filme Amor estranho amor, sob pena de R$ 20 mil de multa diária. A decisão é do juiz Antônio Aurélio Abi Rama Duarte, da 7ª Vara Cível da Barra da Tijuca.

Segundo o Globo Online é a primeira vez que o site é responsabilizado pelo conteúdo de um produto a ser leiloado. O CD Xuxa talk to me é uma compilação de músicas gravadas por Xuxa em inglês para o seu programa nos Estados Unidos. O material nunca foi lançado comercialmente. O filme Amor estranho amor foi dirigido por Walther Hugo Khouri em 1982. Nele, Xuxa faz a personagem Tâmara, que seduz um garoto de 12 anos.

Leia a determinação

Foi deferido que seja concedida, liminarmente, tutela específica de obrigação de não fazer, devendo o réu, incontinenti, abster-se de anunciar, veicular, ofertar, reproduzir, permitir ou intermediar qualquer compra e venda do CD Xuxa talk to me e do conteúdo do filme Amor estranho amor (mesmo que seja com outra nomenclatura) através do sítio mercadolivre.com.br; sob pena de pagamento de multa diária. A partir de agora o site deverá se responsabilizar pelos produtos anunciados com a marca Xuxa.

* Fonte:
http://www.conjur.com.br/2006-nov-27/mercado_livre_proibido_vender_filme_xuxa

* Nota: Apesar da notícia não ser atual, está sendo publicada para que fique registrada.

* Matéria relacionada:
Ex-paquito faz revelações sobre Xuxa

Histeria coletiva surge de vontades recalcadas, diz psicóloga

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

G1 - 16/06/2010

No início de junho, dezenas de jovens passaram mal em uma escola de Itatira, no interior do Ceará, após uma suposta visão do espírito de um colega morto. Eles entraram em transe e muitos tiveram que ser levados para o hospital.

Segundo o psiquiatra Adalberto Barreto, da Universidade Federal do Ceará, e o padre Hélio Correia de Freitas, que é parapsicólogo e acompanhou o caso no local, os estudantes podem ter sofrido um ataque de histeria coletiva.

A psicóloga Kátia Gandolpho Cunsolo, ouvida pelo G1, confirma que o caso tem características típicas desse tipo de problema. Ela explica que a histeria coletiva é uma espécie de explosão de sentimentos, de vontades reprimidas, que é disparada em várias pessoas ao mesmo tempo.

“O material recalcado vem disfarçado sob a forma de um sintoma corpóreo. É uma espécie de teatro corporal”, explica Kátia, que se especializou em psicanálise – a corrente da Psicologia que se baseia nos estudos do médico Sigmund Freud.

Os sentimentos recalcados, segundo a psicóloga, ficam guardados no inconsciente porque não foram exprimidos. “Uma ideia que não foi verbalizada, que não foi simbolizada. Um medo, uma tristeza, uma angústia. Esse medo não tem nome e escapa pela via do corpo.”

Casos históricos

Várias ocorrências de histeria coletiva foram registradas ao longo da história. Em 1518, em Estrasburgo, hoje no território da França, centenas de pessoas começaram a dançar de forma descontrolada. A epidemia, batizada de “Praga da Dança”, acabou matando muitos de exaustão.

Outro caso mundialmente conhecido ocorreu em um colégio de freiras no México, em 2007. Lá, cerca de 600 alunas começaram a apresentar dificuldades para andar. Depois de muitos exames físicos, a conclusão foi de que as regras rígidas da escola acabaram desencadeando a histeria coletiva.

Segundo Kátia, esses casos são cada vez menos comuns, pois as pessoas já não têm tantos sentimentos reprimidos. “Hoje existe uma possibilidade maior de nomeação dos afetos, e as pessoas têm mais liberdade de expressão.”

Problemas espirituais

Para o psicólogo clínico Julio Peres, doutor em neurociências pela USP, é necessário levar em consideração a possibilidade de os jovens do Ceará terem sofrido um problema ligado à sua espiritualidade, e não um transtorno psiquiátrico.

“É possível que tenha havido uma experiência espiritual. O DSM IV [manual de diagnóstico de saúde mental utilizado em vários países do mundo] reconhece a existência de problemas espirituais e religiosos”, afirma.

* Fonte / Vídeo:
http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2010/06/histeria-coletiva-surge-de-vontades-recalcadas-diz-psicologa.html

Alunos são socorridos em hospital depois de ‘falar com espírito’ no Ceará

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

G1 / Jornal Hoje - 14/06/2010

Um fenômeno espiritual ou um surto psicótico? Alunos de uma escola do Ceará dizem que viram o espírito de um colega morto e até conversaram com ele. Os jovens entraram em uma espécie de transe e foram levados à emergência de um hospital.

As cenas de uma estudante sendo socorrida foram registradas em uma escola rural em Itatira (CE).

Desde o começo do mês, alunos de 12 a 19 anos dizem que entram em transe durante as aulas. Eles se debatem, desmaiam e dizem que acabaram de ver o espírito de um ex-aluno, que morreu há sete anos.

Em um só dia, 25 alunas foram levadas a um hospital, em Canindé. O médico Pedro Thiago da Frota diz que elas chegaram apresentando histeria, gritando, se debatendo e com comportamento agressivo.

Alunos e professores se recusam a voltar para a escola. As aulas foram suspensas.

O padre Hélio Correia, que também é parapsicólogo, fez uma palestra para explicar aos alunos o que está acontecendo. Para ele, o fenômeno é uma histeria coletiva. “De repente, uma surtou e isso contagiou as demais garotas”, comentou.

O psiquiatra Adalberto Barreto diz que a histeria coletiva tem uma explicação científica. “Esses fenômenos acontecem em contextos em que há muita tensão, sofrimento não-verbalizado”, afirmou.

* Fonte / Vídeo:
http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/06/alunos-vao-para-hospital-depois-de-falar-com-espirito-no-ceara14062010.html

Cientistas surpresos em testes com o dom de falar em línguas

Quinta-feira, 10 de Junho de 2010

http://MinisterioLivresParaAdorar.blogspot.com - Por Juliano Son - 08/06/2010

Meu amigo, Bernardo Cho, acabou de voltar ao Brasil de férias, depois do seu primeiro ano letivo no Regent College (uma das instituições de ensino teológico mais influentes do mundo) e enquanto saboreávamos algumas pizzas no jantar ele me contou algo que reflete um pouco do ambiente onde ele está e que reflete, também, elementos pertencentes aos mistérios de Deus.

No Regent, ele tem dividido sua vida com figuras importantes de nossa história do pensamento cristão como James Houston, J.I. Packer, Gordon Fee e muitos outros, e o seu orientador de mestrado é o engenheiro aeronáutico, doutor em Antigo e Novo Testamento pela Universidade de Cambridge, Rikk Watts. #FalandoEmInvejaSanta!!!

O que o Bê me contou foi que, em uma de suas aulas, o Dr. Watts relatou ter acabado de participar de um experimento na Universidade da British Columbia em Vancouver, onde cientistas buscavam fazer algumas análises das atividades cerebrais dos cristãos pentecostais no momento do falar em línguas.

Na sala de pesquisa, o Dr. Watts havia sido “plugado” a inúmeros fios, sensores, e em seguida os cientistas deram a ele o sinal para orar em línguas quando pudesse. Assim que ele começou, logo os cientistas apresentaram alguns sinais de surpresa e espanto com “Uaus!” e “O que é isso?!”

Quando o Dr. Watts perguntou o que estava acontecendo, os cientistas disseram que, em média, um cérebro em intensa atividade de concentração e foco apresentava nos monitores 50% de sua utilização. Quando o Dr. Watts passou a falar em línguas, os monitores apresentaram 80% do uso cerebral, o que gerou assombro nos cientistas.

Na sequência, ele foi submetido a um outro tipo de exame, “plugado” a outros aparelhos e foi convidado a orar em línguas. Passados alguns segundos, novamente foram ouvidos outros “Uaus!” e “O que é isso?!” E, mais uma vez, o Dr. Watts perguntou o que diziam os aparelhos.

Desta vez, os cientistas responderam que o cérebro humano, nas devidas circunstâncias, levava em média 10 minutos para se chegar no “estado alpha” ou no estado onde o cérebro fica suspenso em repouso. O cérebro do Dr. Watts, enquanto ele falava em línguas, tinha levado 20 segundos para se chegar neste estado de paz.

Uau!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

É claro que a partir deste experimento isolado não podemos nos precipitar dizendo que temos respostas conclusivas, mas que as palavras de I Coríntios 14:4a, que nos dizem que o que fala em línguas a si mesmo se edifica, de certa forma, foi notável!

Abraços fraternos e que o Senhor abençoe a todos!

* Fonte:
http://ministeriolivresparaadorar.blogspot.com/2010/06/o-falar-em-linguas-em-ubc-vancouver-ca.html

* Autor: Juliano Son, líder do ministério Livres Para Adorar.

* Título original: “O falar em línguas em UBC - Vancouver, CA”