Pedofilia liberada: Mudança na lei inocenta professor que fez sexo com aluna de 14 anos

Portal Terra - 29/06/2012

Um professor acusado de manter relações sexuais com uma adolescente de 14 anos teve a sentença revogada após ser condenado à pena de 2 anos e 6 meses pelo crime de corrupção de menores. O caso aconteceu em 2002 e a condenação foi extinta por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) esta semana.

No recurso encaminhado ao STJ, a defesa afirmou que a conduta do acusado se moldava à redação original do artigo 218 do Código Penal (manter ato de libidinagem com vítima maior de 14 anos e menor de 18). No entanto, uma alteração promovida na legislação em 2009 não considera mais o ato como criminoso.

Para a ministra Laurita Vaz, relatora desse processo, a nova legislação deve ser aplicada mesmo em casos que ocorreram antes das mudanças. Segundo ela, além da alteração que não considera mais como crime a corrupção de menores entre 14 e 18 anos, a conduta do acusado também não pode ser julgada com base em nenhum artigo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A relatora entendeu haver uma “lacuna legislativa” na tutela da dignidade sexual de menores, pois não há legislação específica para o ato sexual com maior de 14 e menor de 18 anos que não esteja inserido no contexto de favorecimento de prostituição ou outra forma de exploração sexual.

* Fonte:
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5867208-EI306,00.html

* Comentário: Vejam em que ponto chegamos! Estamos mesmo no fim dos tempos…

Temos 1 Comentário sobre o artigo “Pedofilia liberada: Mudança na lei inocenta professor que fez sexo com aluna de 14 anos”

Observação: Os comentários não expressam necessariamente a opinião do Tabernaculonet. A responsabilidade é do autor de cada comentário.

  1. CLAUDIA diz:

    Jesus!!!!!! nosso salvador volta logo é o que pedimos…esse mundo está corrompido.

Dê a sua opinião!

Espaço para comentários referentes ao assunto abordado nesta página.
Os comentários são de responsabilidade do autor e não representam necessariamente a opinião do Tabernaculonet.
Os comentários são lidos antes de serem publicados.

imagem CAPTCHA