Tabernaculonet
"Invadindo o Oculto com a Luz do Alto!"
www.tabernaculonet.com.br

>> BUDISMO

 

Budismo
>> Adicionado em 2001.

 

Budismo oferece a qualquer indivíduo um modo voluntário de pensamento e conduta, baseado em uma análise da existência, dependente do esforço humano supremo e dirigido no sentido de atingir a liberdade na experiência perfeita. Budismo diz respeito à vida deste mundo e neste mundo, de cada ser e de toda a existência.O princípio budista de tolerância para com todos baseia-se na crença e prática de que todos podem atingir a liberdade na existência perfeita, o Nirvana.

Tri-ratna (Os Três Tesouros) são os três componentes fundamentais do budismo:

1. Buda, o Esclarecido
2. Dharma, os Ensinamentos do Buda
3. Sangha, Comunidade Budista

 

Buda

Buda humano, Siddhartha Gautama, nasceu em Lumbini em aprox. 566 a.C.; atingiu o esclarecimento, bodhi, e tornou-se um Buda que morreu com 80 anos. O termo Buda significa um ser inteiramente esclarecido. Um Buda se distingue dos outros seres por sua profunda e grande devoção, amor, misericórdia e compaixão por todos os seres, notado por sua pureza completa. Para os budistas, na noite em que Siddharta Gautama atingiu a Iluminação, a ele foram reveladas as Quatro Nobres Verdades, e o método definitivo para se atingir o mais elevado estado de consciência cósmica, pelo qual a Iluminação é obtida. O método, que contém o essencial de seu ensinamento, consiste em agir e persistir, vivenciando as oito atividades corretas para se atingir seguramente o Nirvana.

 

Dharma

Dharma indica os Ensinamentos de Buda, são as suas leis. No pensamento budista a vida cotidiana deve ser entendida no físico, com o que se vê, e na mente.

 

Sangha

Sangha é a Comunidade Budista, também conhecida como Ordem Budista, que estuda, experimenta e expôe o Dharma. O objetivo é conservar o Dharma, apresentando-o de modo significativo às novas gerações.

Os quatros princípios de Buda, as quatro verdades:

1. O Primeiro Princípio: A Natureza da Existência, Duhkha-satya:
Diz respeito à natureza da existência, inicialmente percebida e experimentada como Duhkha. É o estado de quase dor física e angústia mental causado pelo sentimento de falta de liberdade. O mundo é o reino do sofrimento e a existência está impregnada de insatisfação e frustração que pode se manifestar na forma de sofrimentos físicos ou mentais. É um estado de existência imperfeito e por isso deve ser transcendido.

2. O Segundo Princípio: A Natureza da Causa, Samudaya-satya:
Diz respeito ao surgimento de Duhkha como condição imperfeita de existência. O desejo é que conduz os seres de renascimento em renascimento, acompanhado da avidez, da sede de existência física ou da inconstância. A continuidade dos desejos gera um impulso que leva o ser a reencarnar-se.

3. O Terceiro Princípio: A Liberdade Final na Existência Perfeita, Nirodha-Satya:
Diz respeito à cessação do Segundo Princípio e portanto, o desaparecimento do Primeiro Princípio, segundo a qual o Nirvana pode ser alcançado. É a "libertação", que possibilita ao homem o poder despedaçar as algemas que o prendem ao círculo do nascimento, mortes e renascimentos sucessivos, origem de todas as misérias desta vida, e inverter o processo, praticando no cotidiano e a cada instante as virtudes mais exemplares ensinadas pelo budismo.

4. O Quarto Princípio: O Caminho do Meio e a Trilha Óctupla, Marga-Satya:
É o meio pelo qual o Primeiro Princípio é percebido e reconhecido, o Segundo Princípio é conhecido e compreendido, e o Terceiro Princípio é efetivado, e com isso o Nirvana é atingido. É o caminho que conduz à destruição da dor. O caminho ou senda para a liberdade possui oito aspectos a serem aplicados:

- Cultivar pensamentos corretos.
- Acalentar aspirações corretas, desejar o bem a todos, lutar por igualdade e justiça social.
- Expressar linguagem correta.
- Manifestar conduta correta.
- Buscar o modo de vida correto.
- Realizar o esforço correto; esforçar-se por eliminar pensamentos e conduta negativos. Esforçar-se por evitar a criação de novos pensamentos e conduta negativos. Esforçar-se por criar e manter pensamentos e conduta positivos.
- Manter a atenção correta. Estar alerta, observar e compreender a si mesmo, manter a mente aberta".
- Praticar a conscientização (meditação).

 

 

>> Fonte: Rosana Salviano, do website Eucreio.com. Informamos que a matéria está divulgada de forma integral e sem alterações ou cortes no texto.


Link desta página:
http://www.tabernaculonet.com.br/luz.php?facho=t00387

COPYRIGHT 2001-2019 Tabernaculonet© - LEGAL TRADEMARKS 2001-2019 Tabernaculonet™
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ao Ministério Vestes Brancas® - Website oficialmente na Internet desde 25/10/2001.
Para usar o material cite o nome e endereço do Tabernaculonet como fonte e não modifique os textos. A Deus toda Glória!